Consultas Online



Enquete

Aprovada Lei do Supersimples na Câmara dos Deputados
12 de Maio, 2014
O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou, na última quarta-feira dia 07 de maio, unanimemente, com 417 votos, o texto base do Projeto de Lei Complementar 221/12, do deputado Vaz de Lima (PSDB-SP), que universaliza o acesso do setor de serviços ao Simples Nacional (Supersimples), o regime de tributação das micros e pequenas empresas. O texto também estende a outras empresas facilidades já previstas no Estatuto da Micro e Pequena Empresa (Lei Complementar 123/06).

De acordo com o texto do relator, deputado Cláudio Puty (PT-PA), será criada uma nova tabela para serviços, com alíquotas que variam de 16,93% a 22,45%. Por acordo entre os partidos, os destaques apresentados à matéria devem ser analisados já nessa próxima semana.



Foto: Internet

Acordo triplo

O deputado Cláudio Puty, relator do projeto, disse que o texto só foi aprovado porque houve um acordo entre a Câmara, o Senado e o Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz, que representa os estados). Esse acordo permitiu o fim da substituição tributária para vários setores do Simples.

Com o projeto, essas empresas deixaram de pagar ICMS adiantado. "Há muitos anos não aprovamos uma medida que altere o ICMS na dimensão que aprovamos hoje. Houve um acordo tripartite – não existe texto da Câmara ou texto do Senado. Foi fechado um texto em conjunto para evitar ataques especulativos", disse. A mudança vai beneficiar, segundo Puty, cerca de 8 milhões de empresas.

Ele destacou ainda o fim da burocracia para pequenas e micros empresas. "Prevemos um procedimento de abertura e baixa simplificada", disse.

O projeto inclui, na nova tabela de tributação, micro e pequenas empresas dos seguintes setores:

  • medicina veterinária, medicina, laboratórios, enfermagem, odontologia, psicologia, psicanálise, terapia ocupacional, acupuntura, podologia, fonoaudiologia, nutrição, vacinação, bancos de leite, fisioterapia;
  • advocacia;
  • serviços de comissaria, de despachantes, de tradução e de interpretação;
  • arquitetura, engenharia, medição, cartografia, topografia, geologia, geodésia, testes, suporte e análises técnicas e tecnológicas, pesquisa, design, desenho e agronomia;
  • corretagem;
  • representação comercial e demais atividades de intermediação de negócios e serviços de terceiros;
  • perícia, leilão e avaliação;
  • auditoria, economia, consultoria, gestão, organização, controle e administração;
  • jornalismo e publicidade;
  • agenciamento, exceto de mão-de-obra;
  • outras atividades do setor de serviços que não estejam contempladas em outras tabelas da lei, conforme resolução do Comitê Gestor do Simples Nacional (CGSN).
Dia das Mães: A segunda melhor data para o comércio
7 de Maio, 2014

Foto: Internet

Levantamento da Boa Vista SCPC mostra que 86% dos consumidores vão presentear no Dia das Mães

75% dos consumidores pretendem gastar mais ou o mesmo valor com o presente neste ano; itens de uso pessoal como vestuário e cosméticos são as opções de presentes para 73% dos entrevistados, ante 58% em 2013

6 de maio de 2014 – A maioria dos consumidores (86%) planeja comprar presentes para o Dia das Mães, e 75% pretendem gastar mais ou o mesmo valor com o presente neste ano. A constatação é de uma pesquisa eletrônica do Dia das Mães, realizada pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), entre os dias 8 e 24 de abril. Quanto aos presentes, cresceu este ano a tendência de comprar objetos de uso pessoal, como vestuário, calçados e cosméticos: 73% pretendem presentear com esses itens, em comparação a 58% em 2013.

Entretenimento é outro item que aparece em alta, em 2014, nas intenções de presente para o Dia das Mães. Opções como almoço/jantar fora, viagens e passeios, aparecem principalmente entre os consumidores da classe A (57%) e B (40%). No geral, representa 26% este ano, contra 17% no ano passado.

Além disso, o Dia das Mães está deixando de ser exclusivamente das mães. Segundo a pesquisa da Boa Vista SCPC, 28% dos entrevistados vão comprar presentes também para sogras, enquanto 17% presentearão avós e 15%, esposas. Perguntadas se comprariam presente para si mesmas, 69% das mulheres participantes da pesquisa responderam afirmativamente: sim, pretendem se auto presentear nesta data.

Para 33% dos consumidores, a decisão de compra baseia-se no desejo de quem irá receber o presente, percepção maior entre os consumidores da classe B (42%).  No geral, independentemente da classe social, outros 33% levará em conta a utilidade do presente. Já a questão preço aparece em 3º lugar com 14% das menções. Entre os homens, prevalece o desejo de quem será presentado e entre as mulheres a utilidade do presente, ambos com 35% das menções.

Sobre a Boa Vista SCPC

A Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito) é uma empresa que oferece as melhores soluções para a tomada de decisões sustentáveis de crédito e gestão de negócios, a serviço de empresas e consumidores. Sua base de dados contém mais de 350 milhões de informações comerciais sobre consumidores e empresas, e registra mais de 42 milhões de transações de negócios por dia.

A empresa coloca à disposição do brasileiro serviços que o ajudam a cuidar bem do seu nome, a prevenir-se contra fraudes e usar o crédito de forma sustentável. Também atua no mercado de segurança eletrônica de transações e identificação, provendo serviços de certificação digital.

Está presente em todo o Brasil por meio de escritórios regionais, distribuidores, representantes e parcerias com mais de 2,2 mil entidades de classe. Inovadora e controlada por brasileiros, a Boa Vista SCPC opera o Cadastro Positivo no País e investe continuamente em tecnologia de ponta para atender à sua crescente carteira de clientes em todo o território nacional. Em Itumbiara a Associação Comercial e Industrial de Itumbiara é representante exclusiva do serviço. Associados tem acesso garantido.

Pagamento de Dívidas dos Consumidores Cai 4,8% em Março
22 de Abril, 2014
Pagamento de dívidas dos consumidores cai 4,8% em março, diz Boa Vista SCPC

Contudo, houve elevação de 1,8% no primeiro trimestre de 2014 em relação ao mesmo período de 2013

O indicador de recuperação de crédito – obtido a partir da quantidade de exclusões dos registros de inadimplentes – recuou 4,8% na comparação entre março e fevereiro, descontados os efeitos sazonais, de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Desta forma, o valor acumulado em 12 meses (comparação entre abr/13 até mar/14 e abr/12 até mar/13) manteve-se em tendência de desaceleração, passando de 3,0% para 2,6% em março.

O menor crescimento da população ocupada no mercado de trabalho, a desaceleração dos rendimentos reais, a queda recente da inadimplência, entre outros fatores, continuam influenciando na redução do ritmo de crescimento do indicador de recuperação de crédito. A tendência é que esta desaceleração se mantenha ao longo de 2014.

Regiões

Na comparação mensal dos dados dessazonalizados, houve queda em todos os indicadores regionais no período, destacando-se a queda de 5,9% nas regiões Sudeste e Centro-Oeste. Nas regiões Nordeste e Norte as quedas foram um pouco mais moderadas, 4,2% e 3,4%, respectivamente. Já na região Sul, a recuperação caiu somente 0,2%.

Quando confrontados os últimos 12 meses contra os 12 meses anteriores, o Sudeste, região onde a recuperação de crédito cresceu apenas 0,3%, puxou para baixo o resultado do indicador geral, tendo em vista que nas demais regiões o crescimento maior. Na região Centro-Oeste, o indicador cresceu 7,2%, no Norte 6,5%, no Nordeste 5,7% e no Sul 4,8%.

Varejo

A recuperação de crédito no setor varejista permaneceu negativa em março, evidenciando a tendência de queda do indicador para 2014. Na variação acumulada em 12 meses, o indicador permaneceu numa trajetória de queda, passando de -2,5% em fevereiro para -4,6% em março.

Mantida a base de comparação anterior, foi observada queda em todas as regiões. O Nordeste e o Sul registraram as variações mais intensas, de 6,9% e 5,5%, respectivamente. No Sudeste a queda foi de 4,0%, no Norte de 2,5% e no Centro-Oeste de 1,9%.

Flashes do 1º Fórum da Confederação das Associações Comerciais e Industriais do Brasil - CACB MIL
4 de Abril, 2014


O 1º Fórum Nacional CACB Mil, foi realizado em Brasília, nos dias 2 e 3 de abril de 2014, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães. A Associação Comercial e Industrial de Itumbiara - ACII foi representada no evento pelo atual Presidente Lauro Ferrão e pelo tesoureiro e vice presidente da FACIEG, Luciano Marques. Entre os convidados do primeiro dia do Fórum, 2 de abril, estava Guilherme Afif Domingos, ministro da Secretaria da Micro e Pequena Empresa, que apresentou a palestra sobre as MPEs no contexto econômico atual. No painel sobre Planejamento e Gestão, falaram Luiz Barreto, diretor presidente do Sebrae Nacional, e Osmar Dias, vice-presidente de Agronegócios e  Micro e Pequenas empresas do Banco do Brasil. Houve ainda conferência sobre Sustentabilidade Econômica, painel sobre Empreendedorismo Vitorioso e, finalmente, a palestra com o economista e professor do Instituto de Ensino e Pesquisa (Insper), Eduardo Giannetti da Fonseca.


Presidente da ACII - Lauro Ferrão presente no 1º CACB MIL em Brasília


As atividades do dia 3 de abril começaram com uma conferência sobre novas tecnologias: tendências, ameaças e oportunidades. Em seguida, o professor da Fundação Getulio Vargas, Caio Luiz Cibella, apresentou o painel Experiências em Serviços, que  abordou o tema do  turismo e a Copa do Mundo 2014.  O Fórum quer estimular a integração e o debate entre as Associações Comerciais e Empresariais (ACEs) e identificar ameaças à sobrevivência dos negócios no País além de difundir as boas práticas associativas.


Tesoureiro e Vice Presidente da FACIEG, Luciano Marques e Lauro Ferrão

Nesta primeira edição, a CACB  conseguiu reunir mais de mil presidentes de ACEs. Além dos Presidentes de Associações, também participaram técnicos, executivos e parceiros da CACB, totalizando um público de 3 mil pessoas. O evento teve o apoio da Secretaria Especial da Micro e Pequena Empresa (SMPE), do Governo do Distrito Federal, e conta com o patrocínio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae)


Lauro Ferrão participa de palestras no 1º CACB MIL em Brasília 


Discurso da Presidente Dilma Roussef . A fala completa você confere em: www.brasil.gov.br/governo/2014/04/em-brasilia-dilma-participa-de-forum-empresarial
CACB MIL
2 de Abril, 2014

Foto: Internet

A Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB) é uma entidade empresarial que congrega, em seu sistema, 2,3 milhões de empresas – mais de 90% inscritas no Super Simples. A ampla capilaridade da CACB está representada pelo número de filiadas. São 2.300 Associações Comerciais com adesão voluntária no País, abrigadas em 27 Federações.  A CACB promove a realização de um evento que tem como meta a participação de no mínimo 1.000 presidentes de Associações Comerciais e Empresariais de todo o Brasil. O 1° Fórum Nacional CACB Mil corresponde a ação associativa de maior relevância e amplitude no país, especialmente por seu caráter estruturador em relação a propostas de interesse empresarial para os pequenos negócios.

O 1º Fórum Nacional CACB Mil, foi aberto pela presidenta Dilma Rousseff e está sendo realizado em Brasília, nos dias 1, 2 e 3 de abril de 2014, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães. Com o objetivo de estimular a integração e o debate entre as Associações Comerciais e Empresariais (ACEs), dirigentes e técnicos governamentais ligados ao setor, pesquisadores, parlamentares, empresários e outros profissionais liberais e também parceiros da CACB.  Estima-se a participação de um público de 3 mil pessoas. Na programação, estão previstas palestras coordenadas por especialistas, com foco no cenário político-econômico do país e do mundo. Também serão realizadas plenárias, painéis temáticos e feira de negócios. O evento tem o apoio da Secretaria Especial da Micro e Pequena Empresa (SMPE), do Governo do Distrito Federal, e conta com o patrocínio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

O Presidente da ACII, Lauro Ferrão juntamente com o tesoureiro Luciano Marques participam do 1º Fórum Nacional CACB Mil levando as reivindicações e sugestões da classe empresarial de Itumbiara. Em breve no site as fotos e notícias do Evento.