Consultas Online



Enquete

Plano de Carreira
17 de Fevereiro, 2014

Foto: Internet



Planos alternativos de carreira: é hora de partir para um negócio próprio?

 

Por Marcos Morita

Atire a primeira pedra quem nunca pensou em largar a vida corporativa e ser dono do próprio nariz. Horários inflexíveis, relatórios sem sentido, chefes intolerantes, tarefas repetitivas, clientes intransigentes, viagens, colegas mal humorados, reuniões intermináveis e funcionários que só fazem reclamar são parte da extenuante rotina, existente desde os tempos de Adan Smith, defensor dos benefícios da divisão do trabalho. De uma maneira menos robotizada e com supervisão mais branda, a verdade é que continuamos a vender nossa mão de obra por pelo menos oito horas diárias, tal qual Charles Chaplin em Tempos Modernos.

A certeza do salário no final do mês, as férias remuneradas, o fundo de garantia, o plano de previdência, os bônus e as participações nos lucros, o plano médico e odontológico, o carro da empresa, a gasolina paga, a previdência complementar, o reembolso educação, o vale alimentação, a cesta básica, a licença maternidade e as demais regalias costumam pesar bastante, pendendo a balança para o lado original. Resignados, engolimos mais um sapo para a nossa coleção, sublimando nossa insatisfação até que o próximo ataque de inconformismo apareça.

Para completar a equação desfavorável, já se foi o tempo em que um profissional costumava passar a vida inteira em uma empresa. A maior competição trouxe a necessidade de reduzir custos, o que atrelada à menor lealdade de lado a lado fez com que executivos maduros e qualificados disponíveis no mercado se tornassem lugar comum. Sem ofertas de trabalho adequadas ao seu perfil, acabam partindo para o plano B sem preparação prévia, num momento em que suas finanças e mente encontram-se fragilizadas.

Uma saída para esta armadilha está no planejamento de carreiras alternativas, investindo parte de sua renda e tempo disponível em um novo negócio ou profissão enquanto ainda se está na ativa, construindo redes de proteção para a aposentadoria ou eventuais cortes de pessoal, além é claro da satisfação em conduzir um outro empreendimento. Para ilustrá-la, trago a experiência de Steve Jobs e do escritor Chris Guillebeau, autor da A startup de $ 100, cujo livro traz histórias inspiradoras de gente que fez esta transição. Vejamos algumas dicas.

Convergência: é a intersecção entre algo que você gosta de fazer ou é bom fazendo (de preferência os dois) e algo pelo qual as pessoas também se interessam ou estão dispostas a pagar. Um colecionador de soldadinhos de chumbo talvez não tenha um grande mercado. Enologia, gastronomia, trabalhos artesanais, jardinagem, esportes radicais e viagens por outro lado, costumam despertar o interesse de bastante gente. Quando a paixão ou a habilidade se encontram com a utilidade e uma proposta de valor atraente, há chances de um negócio interessante surgir.

Transformação de habilidades: diversos projetos começam com o uso de habilidades relacionadas. Para elucidá-la, pensemos em um professor. Em geral são bons não apenas lecionando, mas também em áreas como comunicação adaptabilidade e controle de pessoas, as quais podem ser utilizadas para abrir um negócio. Pense em você agora. Quantas vezes não ouviu ou disse para outra pessoa que era hábil em determinada atividade, mesmo sem exercê-la? Há ex-jogadores que se deram bem como treinadores, outros como comentaristas.

Juntar os pontos: a preocupação com planos alternativos de carreira costuma chegar com os cabelos brancos, quando decepções, frustrações, desafios e vitórias compõem o que chamamos de experiências passadas. Steve Jobs relatou de maneira perfeita este sentimento em seu famoso discurso proferido aos formandos de Stanford: "Você não consegue ligar os pontos olhando para a frente, só consegue ligá-los olhando para trás. Desta forma, há que confiar que os pontos se ligarão algum dia no futuro". Apesar disso, planejamento e objetivos claros não atrapalham.

Enfim, convergência mais transformação de habilidades mais juntar os pontos, costumam ser sinônimo de sucesso para iniciar um plano alternativo de carreira. Pare, pense e faça um inventário de suas habilidades, vocações e hobbies, assim como se desejaria torná-la uma profissão no futuro. Com relação a viabilidade, identifique eventuais lacunas no mercado que ainda não estão cobertas, como especialista no tema creio que não será difícil. Faça entrevistas com futuros clientes, converse com especialistas e parta para a ação. Cabe a você abrir mão de sua comodidade e zona de conforto, dedicando um pouco de seu tempo para construir seu futuro. Só não vale dizer que não sabia.

Marcos Morita é mestre em Administração de Empresas, professor da Universidade Mackenzie e professor tutor da FGV-RJ. Especialista em estratégias empresariais, é colunista, palestrante e consultor de negócios. Há mais de quinze anos atua como executivo em empresas multinacionais.

Sobre Marcos Morita:

www.marcosmorita.com.br

professor@marcosmorita.com.br

Informações para a imprensa:

InformaMídia Comunicação

morgana@informamidia.com.br

(11) 2834 9295 / 97996-5949

Juliana Colognesi
juliana@informamidia.com.br
(11) 2834 9295/ 98393 3689

 

SEBRAE Apresenta Agentes de Inovação - ALI
7 de Fevereiro, 2014

Foto: Internet


O Presidente da Associação Comercial e Industrial de Itumbiara – ACII, Lauro Ferrão recebeu a visita da Gestora de Projetos do SEBRAE Kelly Kuramoto para apresentação do PROGRAMA ALI – Agentes Locais de Inovação,  que  é um programa voltado à promoção da Inovação nas Micro e Pequenas Empresas. Este Programa ALI tem uma grande divulgação no programa Pequenas Empresas, Grandes Negócios apresentado pela Rede Globo aos domingos de manhã.  Kelly Kuramoto veio acompanhada de Verônica dos Santos e de Frederico Santana, que atuarão na cidade de Itumbiara como Agentes do Programa que irá atender inicialmente os segmentos de Supermercados, Padarias, Restaurantes, Bares, Lanchonetes, Sacolão e Açougues.  O Presidente Lauro Ferrão reafirmou a parceria com o SEBRAE e colocou a ACII à disposição para todo suporte necessário para a execução do Programa que é totalmente gratuito e visa principalmente ajudar as Micro e Pequenas Empresas a buscar o diferencial para se tornarem cada vez mais competitivas e fortalecidas para obterem sucesso nos negócios. Aos interessados em receber uma consultoria gratuitamente para seus negócios, procure a secretaria da ACII ou maiores informações pelo telefone (64) 3431-2973

Convite Para Coletiva de Imprensa On-Line
22 de Janeiro, 2014

A Boa Vista Serviços divulga balanço dos indicadores econômicos 2013, fala das perspectivas para 2014 e apresenta dados inéditos do Indicador de Risco de Crédito

Prezado(a) jornalista,
A Boa Vista Serviços, administradora do SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), convida para coletiva de imprensa on-line na qual apresentará o balanço anual dos indicadores econômicos de Inadimplência e Recuperação de Crédito do Consumidor, Cheques Devolvidos, Falências e Recuperações Judiciais, Protestos de Títulos, Movimento do Comércio e Demandas por Crédito do Consumidor.

Nesta mesma oportunidade, fará a apresentação dos dados inéditos do Indicador de Risco de Crédito do Consumidor.

Dia 30 de janeiro, quinta-feira, às 11h (horário de Brasília)

A apresentação será feita pelo presidente da Boa Vista Serviços, Dorival Dourado, acompanhado do diretor de Inovação e Sustentabilidade, Fernando Cosenza, e do economista Flávio Calife.

Balanço dos indicadores econômicos de 2013;Perspectivas dos indicadores econômicos para 2014;Pesquisa Perfil do Inadimplente – 4º trim/2013;Indicador de Risco de Crédito do Consumidor / 2014;

Para assistir à coletiva acesse o link:

www.itv.netpoint.com.br/titv

A transmissão será feira em Flash (versão do Flash Player 11 deve estar atualizada)

Haverá recurso interativo que permitirá a sua participação com perguntas em tempo real.

Cadastramento prévio:

Por favor, confirmar participação enviando previamente nome do repórter e veículo, telefone e e-mail para:  liliana@tamer.com.br, theo@tamer.com.br, ou ligando para telefone: (11) 3031 2388 ramal 236 ou 224.

Contamos com a sua presença. Até lá!

TAMER COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL

Av. Brigadeiro Faria Lima, 1912
Conjunto 12B - CEP: 01451-000
Jardim Paulistano - São Paulo - SP
Tel.: 11 3031.2388
Fax: 11 3031.2388
www.tamer.com.br

Cheques Devolvidos Recuam
20 de Janeiro, 2014

No acumulado de 2013, 1,97% dos cheques movimentados foi devolvido por insuficiência de fundos

17 de janeiro de 2014 – O número de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) como proporção do total de cheques movimentados foi de 1,87% em dezembro de 2013, apresentando um recuo em relação ao mês anterior, quando essa proporção era de 1,97%, conforme levantamento feito pela Boa Vista Serviços, administradora do SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Esse número é menor 0,14 pontos porcentuais em relação a dezembro de 2012. No acumulado de 2013, o percentual de cheques devolvidos sobre os movimentados foi de 1,97%, ante 1,98% alcançado em 2012.

Número de cheques devolvidos

Dados da Boa Vista Serviços mostram que o número de cheques devolvidos por segunda devolução aumentou 4,4% na comparação com novembro de 2013. Também se observou a alta dos cheques movimentados (9,5%), o que contribuiu para a queda do índice.

Contra o mesmo mês do ano anterior, no entanto, o número de cheques devolvidos diminuiu (-8,0%), assim como o número total de cheques movimentados (-1,6%).

No acumulado em 2013, contra o mesmo período de 2012, os cheques devolvidos recuaram 9,1% enquanto os cheques movimentados diminuíram 8,3%. Separando os cheques devolvidos de pessoas físicas e jurídicas, no mesmo período, observamos que a devolução foi 10,0% menor para as pessoas físicas e 6,5% menor para as pessoas jurídicas.

 

Apresentação do Programa Minha Primeira Empresa
13 de Janeiro, 2014
Acontece amanhã dia 14 de janeiro no Palácio 12 de Outubro as 14:00 horas a apresentação do Programa Minha Primeira Empresa que será aberto aos representantes de entidades, imprensa e pessoas interessadas pelo programa. O objetivo é capacitar empreendedores, facilitar a abertura de novas empresas e oferecer sustentabilidade aos negócios abertos, o programa Minha Primeira Empresa está com inscrições abertas para os interessados em participar de novas turmas nas cidades goianas de Inhumas, Itumbiara, Catalão e Luziânia. As aulas serão realizadas em janeiro, sempre a partir das 19 horas, em datas específicas para cada local - 20 de janeiro, em Inhumas e Itumbiara, 27, em Catalão, e 28 de janeiro, em Luziânia. As inscrições podem ser feitas pelo site minhaprimeiraempresa.org.

Resultado de parceria entre Secretaria de Indústria e Comércio de Goiás (SIC) e Associação de Jovens Empreendedores e Empresários de Goiás (AJE Goiás), o programa visa orientar futuros empreendedores para a criação do primeiro negócio, acompanhar e oferecer suporte no período considerado mais vulnerável da empresa, contribuir com o acesso ao crédito barato e favorecer o networking entre empreendedores.